29.11.05

Nova rubrica: poesia.

Na intenção de dar aos nossos leitores tudo o que desejam, descobrimos que um dos sites mais vistos do "blogómetro" é o extraordinário "Poemas de amor e dor", onde entre trinados de Chopin se dá voz ao bardo que esbraceja no peito de cada empregado de balcão da periferia de Salvaterra de Magos. Ora, o grande critério do nosso blog foi muito bem definido pelo dramaturgo Ben Jonson, há uns séculos atrás: "copia os melhores, até seres melhor que eles". Infelizmente para Ben Johnson, os seus contemporâneos chamavam-se William Shakespeare e John Milton, o que lhe dificultou um pouco a tarefa. Nós, pelo contrário, batemo-nos com o inefável João Miranda, a doce Gotinha e o intocável "bibi" do "Aqui é só gatas". Isto para além do referido "Poemas", claro. A coisa não é fácil, mas chega-se lá. Quanto ao Pacheco Pereira, não vamos contar com ele. O homem repete às sextas no Blog o que escreveu às quintas no "Público" e afirmou às quartas no "Círculo" - e ainda é capaz de dizer que o Mário Soares fala demais.

Certo, certo, é que a partir de hoje podem tirar a lira da sacola e acompanhar num arpejo punjente os gemidos lacrimejantes dos nossos funcionários administrativos e delegados comerciais. Para chegar ao topo, meus caros, nós seremos tão implacáveis como um Medici. Linkem o meu blog: a viagem vai começar.