20.12.05

Soares.

O melhor que se pode dizer de Mário Soares é que, aos oitenta e um anos, conseguiu unir toda a direita contra si. Alguém se lembra da criatura atarantada e meiga que era Cunhal aos oitenta e um anos? Até agora, nem as pomposas banalidades de Manuel Alegre, nem o doce amor aos proletários de Jerónimo de Sousa, nem a moralidade fria de Louçã tinham conseguido abalar a condescendência destes senhores. Mas hoje, finalmente, ficaram zangados: chamaram-lhe "vazio, oco, lutador é certo, mas obcecado, impreciso, altivo, arrogante, totalmente desajustado e fora deste tempo". Que ridículo.

3 Comments:

Blogger Joao Galamba said...

Luis,

Concordo com muitas das coisas que Soares aponta a Cavaco, mas a postura e a forma do velhadas foram tipicas de puto mimado a quem roubaram a bola. O debate de ontem tornou a minha abstencao mais respeitavel (seria um voto em branco, se o consulado portugues em londres nao fosse O Castelo)

Um abraco,
J

2:13 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

LOL João. Concordo consigo quanto à abstenção, mas o triunfalismo dos Cavaquistas e a birra de Manuel Alegre quase me convencem a pôr o voto no velhote (apesar de discordar dele em quase tudo, desde as privatizações à globalização - e de não gostar nada da sua corte). Logo veremos, quando chegar o dia das eleições. Um abraço, L.

6:43 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

LOL João. Concordo consigo quanto à abstenção, mas o triunfalismo dos Cavaquistas e a birra de Manuel Alegre quase me convencem a pôr o voto no velhote (apesar de discordar dele em quase tudo, desde as privatizações à globalização - e de não gostar nada da sua corte). Logo veremos, quando chegar o dia das eleições. Um abraço, L.

6:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home