18.3.06

Duelos ao sol, 3.

Caro Afonso: vai tu, pá.

5 Comments:

Blogger Afonso Bivar said...

Manifestamente interpretou mal a articulação entre posts - e eu até fiz uma ressalva para evitar que se sentisse visado, ou que terceiros pensassem que o visava. De todo o jeito, por que enfiaria o barrete? Revê-se na figura do voyeur sequioso de sangue? É pena. Eu gosto de vir aqui. Continuarei a fazê-lo. Salvo se o "ruído de fundo" persistir. Diálogos (de surdos) de "catrapós! catrapus!", não muito obrigado.

3:21 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

"Revê-se na figura do voyeur sequioso de sangue? "

Sim. É uma fraqueza minha.

3:28 da tarde  
Blogger Afonso Bivar said...

Vejo que insiste, que o meu comentário anterior não serviu de nada. Faça lá então da fraqueza força (boçal). É natural que precise. "Duelos ao sol" não são o género do "sniper".

1:09 da manhã  
Blogger Luis M. Jorge said...

Caramba, Afonso, é difícil perceber que eu estava a brincar? Você é muito susceptível, para uma pessoa que passa a vida a vociferar com os outros. Hoje é o dia das ofensas, já vi.

2:20 da manhã  
Blogger Afonso Bivar said...

Não Luís, estava só a manter a personagem crispada até ao fim. Pelo sim pelo não. Vociferar, eu?! Não. Faço apenas umas observações críticas "laterais" lá de vez em quando - embora tenha umas personagens de estimação a quem gosto de me dedicar. Dia de ofensas também não era. Apenas dia de aniversário do bombyx. O primeiro.

8:42 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home