27.6.06

Liberais e libertários.

Portugal parece enfrentar hoje dois grandes desafios politicos:

1. Reduzir (e radicalmente) a dimensão Estado, sem lhe retirar a função social.
2. Fazer conviver o liberalismo económico com a liberdade dos costumes.

O primeiro desafio, é o de cortar a gordura sem atingir o músculo (perdoem a imagética). Ele só será cumprido se nunca esquecermos que o Estado não deve servir os seus funcionários à custa dos seus cidadãos.

O segundo desafio é fazer com que as pessoas de Esquerda, que acreditam nos protocolos de Quioto, nos direitos das minorias, e na correcção das desigualdades, passem também a acreditar no mercado livre e a aceitar sem cobardias a globalização.

Apesar do que se vai dizendo na nossa blogosfera, não é inevitável que um liberal seja também um reaccionário, ou que um libertário seja um socialista.

4 Comments:

Anonymous N said...

Excelente post!

Diz muita coisa em pouquíssimas palavras.

Só hoje reparei que voltou ao activo. Ainda bem. Vou retomar o hábito da leitura diária do blog.

Saudações

8:47 da manhã  
Blogger Luis M. Jorge said...

n, obrigado, mas agora vou de férias. volte daqui a umas semanas ;-)

6:13 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

n, obrigado, mas agora vou de férias. volte daqui a umas semanas ;-)

6:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

1:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home