18.7.06

Pela blogosfera.

Pedro Caeiro, do Mar Salgado, parece possuir qualidades extraordinárias num jurista - a mais rara das quais é, sem dúvida, o sentido de justiça. Gostei da sua análise às sequelas do homicídio de Jean Charles de Menezes, baleado pela polícia inglesa.

Para quem se aborrece com Proust, Eduardo Pitta revela por vezes uma arrepiante frieza proustiana. Eis um comentário cirúrgico sobre a gaffe de George W. Bush.

Também eu, Luis Mourão, apreciei o seu extracto de Jorge Almeida Fernandes. Infelizmente, não pude ler o artigo na totalidade.

João Pedro Henriques disserta com graça sobre a "entrevista" de Maria João Avillez a José Sócrates. Pela primeira vez, tive pena do nosso primeiro-ministro.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Really amazing! Useful information. All the best.
»

1:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home