3.9.06

A bomba.


Se uma pergunta nos persegue, é geralmente boa ideia procurar a resposta dentro de nós. Na mesma semana em que a Charlotte pôs em destaque, pela terceira vez, o Franco Atirador (não acredito que muitos blogs tenham tido idêntico privilégio), o Filipe Moura, com o seu habitual sentido de oportunidade, decidiu interrogar-nos:
por que razão há tanta gente a perder tempo com o que a senhora escreve? (...) Por que lhe dão tanta importância? Por que a lincam?
O Filipe alega que o Bomba Inteligente, muito fraco de ideias, pertence à direita mais desavergonhada, e não mereceria tanta distinção da malta de esquerda em que eu, nos dias maus, humildemente me incluo.

A Charlotte teria contra si outras fraquezas imperdoáveis: não aceitar comentários, mas ser presença frequente nas caixas de comentários dos outros, que conspurcaria com o seu nível não muito alto… Trabalhar para a Oficina do Livro. Ser uma relações públicas da blogosfera, ou melhor, da direita blogosférica, essa tertúlia tenebrosa. Alinhar com os ataques mais baixos a Vital Moreira. E, possivelmente, ser uma senhora selecta, jogar bridge e tomar chá.

Haverá assim tanta gente interessada em ter os textos do seu blogue publicados? - pergunta o Filipe, com inocência comovedora, insinuando uma enorme conspiração de oportunistas. Um pouco desorientado, ele conclui que não percebe.

No entanto, Filipe, é muito fácil perceber - e tu como cientista devias ter pensado logo nisso, pá! (Reparem na familiaridade com que nós, homens de esquerda, nos tratamos.) O que explica o sucesso do Bomba Inteligente é a sua perfeição formal. Ora aprende:

  1. o equilibrio: o Bomba é um blog de músicas, imagens ou textos? E tem mais textos longos ou textos curtos? Vive mais de citações ou de conteúdos originais? É frivolo ou intelectual? Não sabes? Bem-vindo ao fascinante mundo da complexidade, Filipe.
  2. o eterno feminino: porque será que uma mulher, quando cria um blog, decide mostrar outras mulheres, escassamente vestidas, em poses glamorosas? Porque possuem um apelo universal. Sem aquelas imagens, o Bomba Inteligente seria um blog sobre gatos, sapatos, poesia grega e séries de televisão. Com elas, é um blog sobre o eterno feminino, e partilha um pouco da atracção irresistível que este exerce sobre os homens.
  3. os links: ninguém conversa melhor do que a Charlotte. Todos os dias dirige uma alusão, uma provocação, ou um gracejo a alguém. Ela poderia dissertar sobre o seu braço esquerdo durante três horas e encantar uma audiência nos salões de Versailles. Com uma sábia gestão das ligações e uma apurada arte de colocar os outros em destaque, a autora do Bomba Inteligente consegue que os seus interlocutores se sintam especiais. E isso, caro Filipe, não tem preço.
  4. a ritualização: todos os dias, os leitores descobrem como a narradora do Bomba acordou. Todas as semanas podem ler a sinopse das Donas de Casa Desesperadas ou dos Sopranos. A Charlotte sabe o que os seus leitores esperam dela: previsibilidade. O conforto dos rituais. A confirmação de uma memória agradável.
  5. a escolha dos alvos: o blog da Carla Quevedo é lido por homens e mulheres com idades entre os vinte e cinco e os sessenta anos, de classe média e média-alta, com formação média ou superior - ou seja, oitenta por cento da blogosfera. Encontrem-me outro sítio que consiga falar para toda esta gente, com tanta precisão.
  6. as rubricas: permitem aos leitores seleccionar a informação que lhes interessa. Chamo a atenção para uma em especial: Metabloggers do it better - onde a autora ensina aos menos distraidos como se constrói um blog.
  7. a boa disposição: mesmo que a Carla Quevedo não esteja feliz, todos sabemos que a Charlotte vai estar. O bom humor atrai leitores.
  8. a política: de Direita, sempre. A Esquerda é muito desorganizada, truculenta, inconfiável. Apesar do pequeno frisson ocasional, a Charlotte prospera na ordem, na tradição, e repito, na previsibilidade. Se duvidam da sua eficácia, pensem na Atlântico. É má? E onde é que a Esquerda anda a fazer melhor?
  9. os antigos: tal como eu tenho Veneza, a Charlotte tem os antigos. Que são apenas um motivo de reflexão desinteressada, uma arte pela arte, capaz de trazer alguma elegância e densidade a um espaço que, de outro modo, poderia ser demasiado cerebral.
Teria muito a acrescentar, Filipe, mas acho que posso concluir: o Bomba Inteligente não é fraco de ideias, pá. É um produto muito bem idealizado, e muito bem executado, por alguém que sabe exactamente o que anda a fazer. Fraca de ideias é a malta de esquerda do Aspirina B, que tem por lá um blogger excepcional, com ou sem mau feitio, e o esconde entre uma multidão de chatos - se julgam que é assim que se forma opinião em Portugal, estão bem enganados. Fraco de ideias é quem olha para o sucesso dos outros e não o percebe, Filipe - aliás, não perceber, não querer perceber, é mesmo o grande problema da malta. É que, como dizia o famoso Iogi Berra: you can observe a lot by watching.

25 Comments:

Blogger zazie said...

Queres que te diga uma enorme verdade que nunca disse a mais ninguém?

É do género da outra que com uma frase arruma tudo

ehehehehe

3:33 da tarde  
Blogger zazie said...

estes teus 9 pontos encontras em muito mais lados.Mas a frase que eu tenho e que arruma tudo, não

eheheh

quanto ao teu, faz parte dos blogues elegantes no masculino. Tens um bom rival- o Eduardo da Sexta Coluna.

És capaz de ter mais mas já não são outras coisas que demoram mais tempo a ler. O Vasco do Memória Inventada, por exemplo. É outro elegante até dizer chega- com o template mais bonito da blogosfera (roubou-o ao Macguffin mas não digas nada) mas com um programa. No Memória nada é deixado ao acaso. O rapaz é picuinhas e tem um projecto, nem que seja para escolher uma imagem, um título ou uma série.

O Filipe é um bacano muito giro porque é a única pessoa capaz de falar assim da "esquerda" e da direita" com tanta ingenuidade que até parece que é verdade

":O)))

É o comuna novinho mais simpático. O outro à moda antiga é o bacano do poeta-hortelão que tem um sentido de humor invejável.

3:42 da tarde  
Blogger zazie said...

Já agora uma ressalva. Quando referisto o Aspirina B cometeste o maior crime estético que se pode cometer. Esqueceste-te do Jorge Mateus. O grande desenhador e cartoonista português que devia ser pago a peso de ouro em qualquer jornal do nosso país.

O Jorge Mateus e o Dragão são os 2 únicos exemplos de excepcionalidade que a blogosfera oferece.

Estranhamente, do primeiro pouco se fala e ainda não "entrou" para nenhum jornal (ao contrário de tanta mediocridade que faz bicha à porta) e do segundo nem se fala.

Devia andar meio mundo a pedir-lhe por favor para o deixarem publicar. A rastejarem, a deixarem-se maltratar, a humilharem-se, se fosse preciso.

É o que te digo. Quem não percebe que o Jorge Mateus é dos maiores desenhadores portugueses e talvez o maior cartoonista, e o Dragão o maior cronista, não percebe nada.

3:54 da tarde  
Blogger zazie said...

è claro que isto digo eu, na minha modesta mas irredutível opinião. Se estiver errada cai tudo com ela.
É uma daquelas certezas de alto-risco que só costume ter a propósito de popelines, gelados e outros detalhes de montagem e cinema
";O))

3:57 da tarde  
Anonymous sandra costa said...

1) "previsibilidade".

2) "Encontrem-me outro sítio que consiga falar para toda esta gente, com tanta precisão."


Chiça punico, caro Luís. Eu podia dizer que a primeira é perigosa e a segunda, desde logo por nunca se poder agradar de forma precisa a gregos e a troianos, é copiosa.
Mas, no mais, a imagem da Bomba contagia, sim.
Afinal, nem qualquer mulher acorda pela manhã logo ao jeito M. Monroe, I. Bergman, U. Thurman, e por aí fora. E, quanto a isso, há que genuflectir ao excelente trabalho de bastidores de C.Q.
E que importa mais? Queremos lá saber se da direita, se da esquerda. Escreve bem e sempre ousa pensar, ainda que azucrine aqui e ali. Uma qualidade, de resto, haver quem sempre azucrine num país de atávicos.
Mas, insisto na mesma tecla: Se ela consegue falar assim para tanta gente com o mesmo grau de precisão, isso levanta algumas suspeitas. Talvez não seja bem assim. Quanto à previsibilidade, essa até se pode perceber. Definiu e sistematizou bem o 'programa de trabalhos' e mostra qualidade e segurança nisso.
After all, a blog is always a blog is always a blog, mas pode sempre ser mais do que apenas isso, i.e., a pessoa e as ideias que estão por trás do (mero) blog.
A C.Q. não é amadora.

9:44 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

Zazie:

Quatro comentários é suspense em demasia para uma só frase. Venha ela.

O Jorge Mateus é um excelente ilustrador, com quem bebi muitos mujitos no Café Suave. Infelizmente não sabe escrever e devia ser proibido de trabalhar sozinho.
Temos a obrigação de entender as nossas limitações.

Sandra:

Concordo consigo. E confesso-lhe que tenho uma fraqueza por profissionais, mesmo que seja a jogar ao berlinde.

11:23 da manhã  
Blogger António Rosa said...

A CHQ é excelente e criou escola. E fala assim mesmo - com precisão - para toda a gente. Se agrada ou não, será outra história. A mim, agrada-me, e muito, e isso basta-me. Eu senti-me honrado quando me destacou e dialogou.
Muito obrigado, Luís, por esta sua análise. É uma aula.

1:32 da tarde  
Blogger zazie said...

Eehe,

Então está bem. Desta vez escapa.

A frase- “porque é uma personagem que se conhece que é particularmente bonita e oferece uma porta para um mainstream mediático”.

Tudo o que se pode dizer acerca da BI não tem nada de virtual.

São estes 2 factores bem reais que fazem o culto do blogue. E, nesse aspecto, é um caso único.

Podem existir muitos blogues com qualidades idênticas mas as personagens são ficcionadas; assim como podem existir outras que são conhecidas mas não cumprem estes 2 resquisitos- a combinação entre beleza física e o acesso social. Este factor é que não está sobrevalorizado; não é o blogue.

Tens exemplos incompletos em versão masculina. O Ivan da Praia. Teria tudo e muito mais do ponto de vista intelectual para ser idêntico fenómeno (é bonito sem permitir dúvidas) mas a porta que pode representar é a académica e essa, apesar de tudo, ainda não permite os tais sonhos de 15 minutos de fama e uma noites mais mediáticas em que a maior dificuldade a resolver tem o nome de Oficina do Livro.

2:09 da tarde  
Blogger zazie said...

Quanto ao problema do Jorge Mateus nem penso que seja não saber escrever. A maior parte dos cartoons dispensa texto. Tem é um problema de dependência ideológica que lhe tolhe a inteligência dos desenhos. Já houve quem lhe dissesse o mesmo.

Se limpasse aquela cabeça até ao grau zero de ideologia e ficasse apenas o talento da mão e a ironia da crítica tinhamos um génio.

2:14 da tarde  
Blogger zazie said...

por falar em questões estéticas, não tens mail, Luís?

toma lá o meu se quiseres saber o que é:
zazienometro@yahoo.com

5:49 da tarde  
Blogger Hexagonista said...

Queria dizer-te que esta não é a Charlotte, mas a Catherine. Sei-o porque, apesar de não ser de direita, compro a Atlântico e vou ao cinema.

7:16 da tarde  
Blogger sabine said...

«Se limpasse aquela cabeça até ao grau zero de ideologia e ficasse apenas o talento da mão e a ironia da crítica tinhamos um génio». Zazie: explique-me como se faz isso.

Carlo Luis M. Jorge: sabe que eu nao gosto da bomba (ja o avisei em relaçao a isso). Digo-lhe: esse blogue pode ter tudo o que descreve e muito mais. Chama gente, certo! Mas é um blogue artificial de uma pessoa artificial.

9:44 da tarde  
Blogger zazie said...

"explique-me como se faz isso"

ahahahah

não faço ideia. Mas o Goya conseguiu

10:11 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

"Caro Luis M. Jorge: sabe que eu nao gosto da bomba (ja o avisei em relaçao a isso)."

Tem razão, Sabine. Perdoe-me a ousadia de ter referido um blog de que não gosta. Prometo não voltar a fazer o mesmo.

zazie:

julguei que tinha por aí o mail à vista. deve ter-se perdido na última alterção ao template. coloco-o de novo amanhã ou depois.

10:37 da tarde  
Blogger sabine said...

Caro Luis M. Jorge: pode escrever sobre o que quiser; e eu posso dizer o que quiser acerca do que escrever aqui. Posso dizer, por exemplo, que nao gosto da "bomba". Certo?
Ou isso foi uma provocaçao para nao responder à segunda parte do meu comentario:
«Digo-lhe: esse blogue pode ter tudo o que descreve e muito mais. Chama gente, certo! Mas é um blogue artificial de uma pessoa artificial». Compreendo que em caso de duvida prefira não dizer mal sa "bomba". Em qualquer caso, a escolha é sua.

11:49 da tarde  
Anonymous MJ said...

kinferno meus
kecultuais me saisteis
linda a bomba?
kerrado

10:33 da manhã  
Anonymous Lampião said...

Eu não acho essa mulher bonita. Assim de bonita. De olharmos e dizermos: que mulher bonita! Isso dizemos quando se vê passar a Sarah Jessica Parker de um plano para o outro do sexo na cidade. Que mulher bonita! Veste maravilhosamente, tem um corpo bom, calça divinamente... outras mulheres bonitas: a Candice Bergen. Não, não. Esta é, por vezes, lindíssima. Ah! a escritora ou arquitecta portuguesa Cláudia Clemente. Não, não, esta é lindíssima. A Carla Quevedo é uma miúda hiperactiva, engraçada, que veste a calça de ganga possível e mais nada. Tem uns olhos que não encantam, demasiado esborratados para o meu gosto up town. É engraçada. Já não é mau. Agora, de cada vez que escreve para a imprensa, ui, é com os pés que o faz. Fraquinha. No blog tem graça que lhe pode vir de outros lados. Enerva-se com a mesma facilidade com que dá importância a assuntos sem importância. Na escala de valores de qualquer pessoa com três dedos de testa, claro! De resto, elegeu-se e foi eleita, como a rainha da blogosfera ou, na perspectiva de quem desdenha sem querer comprar, da sucata. De resto, irá ser colunista no semanário do saco de plástico transparente: Sol de pouca dura. De resto como o foi no Expresso de Rainho. Coitado. Outro caso notável de vazio. De resto, gosto de ver as fotos de todas as manhãs, algumas delas de pessoas eternamente mortas. mas mesmo mortas. Sinto-lhe o cheiro e sorrio. Bonita? Bonita é a fava do bolo-rei e a Maria do Lampião.

11:23 da manhã  
Blogger Filipe Moura said...

Olá Luís. Obrigado pelo teu texto que me é dedicado. Finalmente tenho um pouco de tempo (mesmo pouco) para te responder. E foco-me nas seguintes frases:

«Ela poderia dissertar sobre o seu braço esquerdo durante três horas e encantar uma audiência nos salões de Versailles.»

É possível que sim. E daí? Eu acho Versailles uma sensaboria megalómana. A Butte-Aux-Cailles faz mais o meu estilo.

«Com uma sábia gestão das ligações e uma apurada arte de colocar os outros em destaque, a autora do Bomba Inteligente consegue que os seus interlocutores se sintam especiais.»

Epá... desculpa, depois desta eu fico sinceramente preocupado com a tua auto-estima, que deve andar muito em baixo.

Olha, subscrevo completamente o comentário do lampião (e nem sequer sou benfiquista): bonita era a Maria dele. E quanto ao "Eterno Feminino", prefiro a Teresa Guilherme à Carla Hilário. A sério.

6:06 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

Que mau feitio, Filipe. Aprendeste alguma coisa com o Luis Raínha.

12:24 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Perfeito no analise. Apontate um 10.
cumps

9:54 da manhã  
Anonymous sandra said...

http://afixe.weblog.com.pt/arquivo/2005/11/onde_e_que_a_bo

já não sei como fui ter àquele post, geralmente deixo passar posts sobre a moça pois são sobejamente maçadores. A concepção do seu blog, enfim, percebo o objectivo, mas deixa muito a desejar, mistura alhos que não combinam, definitivamente, com bugalhos e acaba por fazer figura triste.
Tudo muito bem mas o que se lê neste post cujo link deixo é de facto de muito baixo nível, choco-me particularmente com a forma como se desculpabiliza tão facilmente. Só mesmo uma pessoa com a inteligência comprometida se pode sujeitar assim a ser desmascarada.
Shame on her!

2:05 da tarde  
Anonymous sandra costa said...

Porque é que eu tenho a impressão que uma fulana qualquer se fez passar por mim (assinando-se sandra) e escreveu a bodega supra?

Talvez seja apenas a minha mania da conspiração.

11:00 da tarde  
Anonymous sandra said...

que nóia! se deixasse o meu apelido seria mais suspeito, acredites ou não... é o mesmo
(não me apeteceu inventar um nicnakme, assim deixei apenas o meu nome próprio)

quanto ao facto de ser bodega o que escrevi, discordo
leste com atenção o link? de forma imparcial, leste a resposta de Carla Hilário?
enfim, cada qual decide se gosta que lhe atirem areia para os olhos, be my guest

10:46 da manhã  
Blogger 日月神教-任我行 said...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,性感影片,正妹,聊天室,
情色論壇

9:42 da tarde  
Blogger 日月神教-向左使 said...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,a片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,性愛

6:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home