19.9.06



Os mendigos da Rua do Carmo têm mais feridas
mais perninhas em côto do que na rua do Ouro.
Os cegos - como a minha avó os invejaria -
olham-me por baixo; eles estão na Rua Ivens.
Há um bem antigo e cego de bengala cor de Mó-
naco, polaca, preferem os outros.
Às vezes vejo-o no metro, vem com a companheira
- companheiras são bem coisas de cegos -,
é andar! Caem rápidas as moedas, nóvinhas, à
volta da minha casa. Vida de cego, cantada e
socialista. Ai quem me dera,
vivíamos num grande quarto.

Por causa de David Byrne, de João Miguel Fernandes Jorge.