24.9.06

Os serviços secretos americanos são anti-americanos.

Pacheco Pereira tem razão: o anti-americanismo é contagioso. Desta vez foram os próprios serviços secretos dos Estados Unidos a juntar a voz às pessoas más que querem sabotar o excelente trabalho do presidente Bush. Eles dizem que a guerra do Iraque fortaleceu o radicalismo islâmico e aumentou a probabilidade de ataques terroristas. O New York Times, como não gosta da democracia, parece concordar. Ah, a falta que lá fazem os nossos liberais...