22.10.06

Porto, Roménia.

Há gente que passa oitenta anos de olhar semicerrado, a cortejar profundezas insondáveis, e depois sai-se com isto:

Uma coisa são os homossexuais, outra são os maricas [...]

Estas petites distinções, em que são pródigas as pessoas instaladas dos países atrasados, apenas servem para uma coisa: denunciando os maricas, insultar os homossexuais - e neste caso, ainda sugerir que pertence ao grupo dos primeiros quem defende outros direitos para os segundos. Mas há coisas mais importantes do que beber as palavras da escritora Agustina: leiam A Síbila e os Maricas, do Eduardo Pitta, e arrepiem-se.

3 Comments:

Anonymous Anónimo said...

pelos vistos, "maricas" é o máximo que uma senhora pode dizer. maricas é um sinónimo delicado de homossexual.

11:16 da tarde  
Anonymous i. said...

Arrepio sentido.

Como é intelectualmente visto o facto de se ignorar uma coisa tão simples quanto esta: qualquer josé e qualquer maria, se quiserem optar pelo casamento e assim proteger quem sobreviva à relação, podem faze-lo. Qualquer António e Luís, qualquer Julieta e Fernanda não podem optar - é UF ou nada.
- Intelectualmente brilhante 0 x intelectualmente nebuloso 1

E a solução passa por alargar os direitos da UF porquê? E até onde - até estar igual ao do casamento? Não é a ideia da UF precisamente essa - proteger quem NÂO QUER TODAS as protecções e obrigações do casamento? Fugir -(mas ainda assim) protegendo o/a parceiro/a - à instituição casamento?
- Intelectualmente brilhante 0 x intelectualmente nebuloso 2

Pita reproduz os preconceitos de Bessa Luís com uma agravante: como homem homossexual (e não maricas, obviamente) já devia ter percebido que os preconceitos dos outros, especialmente quando nos levam a ter menos Direitos, são o inimigo a combater.
- Intelectualmente brilhante 0 x intelectualmente nebuloso 3

Afinal... não corresponde ao perfil homossexual. Será maricas?

1:45 da manhã  
Blogger Lusgon said...

Eu se fosse a ti não me queixava muito. Pra mim são e serão sempre paneleiros. Não tenho 80 mas também sou mais cosmopolita que a senhora alguma vez será, nunca fui outra coisa.

4:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home