2.11.06

Homem não entra.

Só li agora este post do Pedro Picoito, dedicado às minhas intempestividades. Por manifesta falta de tempo, pedi à dona Firmina, uma senhora da Guarda, familiar afastada, que lhe respondesse por mim. O texto vai sem edit, tal como me chegou às mãos.

Menino Pedro,

Aqui já começou a xover. Os trevos e os alfobres ficaram viçózos do dia para a noite. Espero que esteja bein i feliz, na companhia da sua família, que tam béim estejam bein i felizes, i a esposa feliz, i os meninos, que estejam todos felizes i bein. Eu tambeim ando béin i feliz. Cá no monte chegou-me que o munino Pocoito anda aí em Lisboa com mais uns doutôres a lutar contra os desmanxos i contra os abortos. Faz beim menino picoito!

Os desmanxos i os abortos são um pecado mui to grave! Um pecado mui to grave. Um pecado tam grave tam grave tam grave que as alminhas desses meninos assim que são desmanxadas mesmo que se portem beim vam logo para o inferno. Nem vão pera o limbo lamber os beicinhos e passar sedinha i fominha coitadinhos. São logo botadas no inferno! Mesmo que sejam santinhos e as alminhas deles amem a deus nosso senhor. Tal é a gravidade das maldades que lhes cometem coitadinhos.

Mães que fazeis um crime assim contra uma alminha tam bonita i tam mimosa e tam novinha que nem chegou a nascer devieis arrependervos muito muito! Eu sei que sois da cidade i se calhar sois doutoras tambeim e não dais importancia ás palavras istúpidas de uma ignoranta como eu Mas não desdenheis o que vos digo porque nam são as minhas palavras que vos digo são as palavras de Deus nosso senhor. E falo por Deus dizendo que tambeim sou mulher e também sei o que é pecar e o aborto é um pecado mui to grave

Sei lo bem que é um pecado meninas de que vos deveis arrepender. Como eu me arrependi porque fiz cinco desmanchos quando era moça cinco e arrependi me de todos eles e sabia que era um pecado mui to mui to grande.

A minha comadre Abrizida fez dezaceis desmanxos! Dejaxeis! E arrependeu-se sempre tambeim coitadinha Mas foi perdoada graças a Deus porque três desses abortos eram de um padre que era muito bom e que já morreu. Se nam fossem de um padre estava agora a arder no inferno coitadinha.

Sabeis quando vos queimais no fogão? Sabeis o que vos dói? Entãm imaginai o inferno que é cem ou mil ou mil e tais vezes pior!

A minha comadre Isaura fez outros onze desmanxos e também se arrependeu muito e ainda hoje pensa nas alminhas deles. A minha cunhada Celeste fez sete ou oito e de cada vez se arrependeu tanto tanto que vinha xorar sempre para a minha beira.

É por isso que votamos todas contra os desmanchos i contra os abortos e vamos botar a cruzinha no não!

Menino Pocoito, o meu sobrinho Luis Jorje é muito bom rapazinho e um santinho e ama muito a Deus e é muito trabalhador e gosta muito da mãe bein dito seja. Ele diz que o menino Picoito que é um homem e um grande homem de muita sabedoria não devia andar a falar com outros homens desses açuntos só das mulheres. mas não acredite nele!

O meu marido que deus o tenha sempre mandou em mim e fui uma mulher realizada Olhe, menino picoito, andei anos que não podia votar mas se pudesse tinha votado no salazar por causa do meu marido. i olhe que nem lhe conhecia as fuças mas sei que era um santinho. E ainda há pouco o meu marido era vivo e eu já podia votar mas nem votava porque ele votava por mim coitadinho. Eu se lá fosse punha a cruzinha em todos ou não punha em nenhum. São todos uns filhos da puta que só querem o nosso dinheiro. Só querem mamar

Mas o menino picoito faz beim em votar no não! Eu só lá ponho as ventas se o senhor padre disser para lá por as ventas e votar contra aqueles filhos da puta. Por isso quero deixarlhe uma palavra amiga e dizer-lhe corajem corajem para atacar o pecado e os comunistas e os que querem o mal do nosso povo e dos nossos velhinhos e das nossas mulheres.

Corajem que deus nosso senhor o abençoe i dê-lhe muinta saúde. e muita sorte e muita saude que é preciso menino Picoito i para a esposa e os meninos.

muita muita saude i benzao deus

Firmina.

Caro Pedro Picoito: deixei que permanecessem neste texto alguns pequenos erros ortográficos, que talvez aprecie, pois julgo que dão à arrebatada missiva da minha tia uma cativante cor local. Espero tam beim, aliás também, que ele responda à maior parte das suas inquietações.

10 Comments:

Blogger amok_she said...

UM mimo, essa tia Firmina, um mimo!;-)

10:14 da manhã  
Blogger Pedro Picoito said...

Luís, declaro-me vencido. Um pobre intelectual suburbano como eu nada pode contra uma força da natureza como a tia Firmina...

11:44 da manhã  
Blogger Luis M. Jorge said...

É a força da província, Pedro...

11:53 da manhã  
Blogger Ricardo Sebastião said...

gozem gozem, mas por mais elevadamente que o pessoal na blogoesfera discuta a questão do aborto isso não vai servir para nada porque as donas firminas é que vão decidir isto tudo!

12:12 da tarde  
Blogger pim said...

Cada vez me desiludo mais com os seus comentários e me convenço que não passa de um menino bem armado em intelectual, que, no fundo, está cheio de preconceitos e fala do que não conhece! Que tristeza! Eu também vou votar Sim, e por acaso sou do interior (com muito orgulho!) mas envergonho-me de ver assim argumentado o "sim"! Um bocadinho de vergonha e humildade não lhe faziam mal nenhum, antes pelo contrário! E já agora, que tal uma escapadinha cá dentro, ao portugal profundo lhe fizesse ainda melhor!

2:10 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

Caro pim, para quê visitar o "portugal profundo" se ele vem ter comigo todos os dias, como bem demonstra o seu inteligente comentário?

2:25 da tarde  
Blogger António Pedro said...

Que pérola!

7:24 da tarde  
Blogger f. said...

conheço uma série dessas firminas, que nem dão erros de ortografia nem de sintaxe nem se chamam firminas nem têm a 'desculpa' de biber nu intriôr ou nu purtugále prufundu. são, confesso, motivo de grande perplexidade -- e preocupação, no caso vertente -- para mim. esta coisa de querer lavar os nossos pecados com a pseudo-santidade forçada dos outros/as é fantástica.

10:48 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

Nota:

Apaguei o comentário de um tal "mangalho" (nome finíssimo), por o achar desrespeitoso para com um dos comentadores que o precederam. Ficam por isso esclarecidos que não são apenas as imbecilidades contra mim que aqui vão à vida se me apetecer.

Desde que resolvi falar do aborto, isto anda infestado de patifes.

12:49 da manhã  
Blogger Luis M. Jorge said...

Cara f.,

Também eu conheço, mas não são tão caricaturáveis. De mulheres que fazem desmanchos e depois se confessam e vão votar contra no referendo devem andar cheias as nossas igrejas. É uma tristeza.

12:53 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home