18.11.06

Vou ali e já venho.

José Manuel Fernandes escreve hoje no "Público" que Milton Friedman "era de esquerda nos costumes " e dá como exemplo a defesa da liberalização das drogas proposta pelo economista. O que JMF não diz - porque não sabe ou porque não quer - é que Friedman também defendia que, após a tal liberalização, o Estado não deveria gastar nem mais um dólar no tratamento de drogados. Se isto é ser de esquerda nos costumes não imagino o que seja ser de direita.
FNV, no Mar Salgado.