28.12.06

Olha, fui desmascarado.

(...) Luís M. Jorge, autor que verte regularmente na blogosfera as secreções próprias de uma neurótica e aguda bipolaridade (...)
Assim mesmo, com a arte de uma heroína do Camilo, o João Távora denuncia a baixeza dos meus argumentos e as histéricas e negras pulsões afirmadas neste anárquico e por vezes libertino campo da blogosfera. Caramba. Quando a minha pobre cabeça torturada alcançar o significado destas afirmações, eu vou-me a ele. Ai vou, vou!

15 Comments:

Blogger f. said...

ainda não parei de rir. ena ena, negras pulsões. sinto-me uma pessoa muito mais interessante, quase uma lovelace (quem quiser saber quem é, leia as mil e muitas páginas do libertiníssimo clarissa, e em inglês, que em português não há -- aquela gente do século XVII é que sabia toda).
ó luís, se calhar deveria ter cuidado com as companhias. eu sou muito má influência, ouvi dizer (e sobretudo tenho lido).
ou isso ou afogamo-nos os dois em zoloft ou lá como se chama o remédio. mesmo se estou em crer que não resulta.

10:02 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

Zoloft, f.? Caramba, o que andarei a perder... Tenho que me actualizar no libertinismo.

12:39 da manhã  
Blogger António Pedro said...

"(...)Assim mesmo, com a arte de uma heroína do Camilo..."

Bastou esta para começar imediatamente a rir. É o que mais faço no seu blog. E acredite que pelos melhores motivos...

Quem se vai a si sou eu, se algum dia ousar trair os seus leitores e arrefecer algum texto seu à custa da beatice, dos silícios e da água benta que costumam ir aos arames com este blog (vá-se lá saber porquê...). Soberbo!

5:25 da manhã  
Blogger amok_she said...

...é impressão minha ou, nesta "guerra" dos sim's e dos não's, os 'gajos' andam mt mais aguerridos q as 'gajas'???!???...mas, onde é q elas andam???

9:56 da manhã  
Blogger f. said...

cara amok, permita que me apresente. f, a terrível, a mais selvagem entre mil. garanteed, or your money back

12:42 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

"Quem se vai a si sou eu, se algum dia ousar trair os seus leitores e arrefecer algum texto"

Bom, António, conhecendo-me como conheço, creio que isso nunca irá acontecer.

1:00 da tarde  
Blogger Shyznogud said...

Parafraseando uma célebre "Elas andam por aí", cara amok_she.

1:55 da tarde  
Blogger me said...

Ai "andem, andem" amok-she! As libertinas, desavergonhadas, mulheres da vida (adoro a expressão!)! E digo-vos mais, irmãos... são piores que os homens, elas é que os desencaminham (também adoro esta!)!

Ó f. "money back" o caraças! Tá dada, tá dada!

7:15 da tarde  
Blogger me said...

"secreções próprias de uma neurótica e aguda bipolaridade"! Agora a sério, esta história das pessoas falarem do que não sabem encanita-me os nervos! Desculpem-me, I'm a shrink! A única que coisa que, a meu ver, pode ser aplicável são as "secreções"!!!!

7:26 da tarde  
Blogger Luis M. Jorge said...

Está contratado, me.

7:34 da tarde  
Blogger me said...

Contratad"A"!!! Fuck! ;)

7:55 da tarde  
Blogger me said...

Bem, agora é que eu reparei! É só gajas nesta caixa de comentários!

7:59 da tarde  
Blogger amok_she said...

Pegando no último coment...pelo menos aqui...elas andam!;-)

Mas, caríssima f, acha q ainda precisa apresentar-se??? ...há q 'séculos' a leio!, bem...ñ estou, com isto, a querer fazer qualquer sugestão(zinha) a idades, 'tá?!?:=> ...aliás, foi mesmo por sua 'encomenda' de escrita q aqui vim parar...;-)

Mas, voltando ainda às gajas - nós todas, libertinas ou pudicas! - pq raio num assunto q, por mais q os "não's" tentem negar, nos diz mt mais respeito q aos gajos - menos ainda aos pudicos!:=> - pq raio, perguntaria eu, é q "nos" calamos tanto? pq raio ficamos tão quietinhas??...se calhar é por, maioritáriamente, se achar q mudam as moscas, mas a merda fica sempre a mesma!, ou seja: enquanto forem eles - os machões, pelo q ficam, desde logo, excluidos deste grupo os homens - a mandar o melhor mesmo é ir fazendo de conta q nem existem...o problema é q algumas se lixam com este fazer de conta...sai-nos caro este fazer de conta...há q meter mesmo na cabeça q temos de ir à luta, literalmente se for preciso!, pra lhes meter na tola q o recurso à IVG é o último dos últimos recusros...assim sejam facultadas condições culturais, essencialmente culturais!, para a ele não precisarmos recorrer... em todo o caso...os acidentes, por mais prevenção q exista, podem sempre suceder...nada, nesta vida, é passível de planeamentos infalíveis...e crime devia ser parir-se um acidente...em vez dum filho!

10:48 da tarde  
Blogger f. said...

cara amok, andamos aqui, andamos. no sim e no não, mesmo se no não vejo muito mais homens (nos blogues) que mulheres. creio é que o sim na blogosfera, feminino e masculino, está um pouco enfastiado -- falo por mim mas sobretudo por outras pessoas que nem sequer ainda postaram sobre o assunto -- com o tipo e sobretudo o nível de 'discussão' que se instalou e de que o chorrilho de inanidades que o luís linca é exemplo. além disso, creio que há o sentimento de que ainda é cedo e que é preciso guardar forças, verve e paciência para o fragor da batalha.

3:41 da manhã  
Blogger amok_she said...

Pois, cara f, é claro q 'andamos'...algumas de nós, para um lado ou para o outro...mas, como em quase todas as áreas de intervenção em Portugal, as mulheres remetem-se em geral para papéis secundários, deixando aos homens o protagonismo mesmo em assuntos q nos dizem directamente respeito...não que a decisão de interromper uma gravidez não deva passar, tb, pelo homem/pai, mas em última análise somos nós q mais lhe sofremos as consequências...e eu não vejo as mulheres a tomarem posições esclarecidas e a participarem activamente...é claro q existe uma faixa de mulheres q participam, duma forma ou de outra, mas...Portugal não é só Lisboa...apesar do resto ser mesmo, quase, só paisagem...;-)

11:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home